Vasco Graça Moura

Não tive o privilégio de privar com Vasco Graça Moura, nem vou ter com lamento meu. Hoje partiu um homem de convicçõesm mas há uma luta sua que também me tem como membro de equipa. O novo acordo ortográfico. Defendendo a nossa língua, oponho-me nos meus escritos a que sejam feitos com palavras que não aprendi.

Tal como no CCB não havia (enquanto Vasco Graça Moura presidiu a esta instituição) aplicação do novo acordo, nos meus escritos também não. Alguns poderão ter, fruto da revisão editorial das publicações para onde escrevo, mas os originais e os que não passam pela revisão ortográfica, são em Português de Portugal!

Anúncios